2018

Atrativos da Corrida

Posted


ATRATIVOS DA CORRIDA

A cada 2,5Km teremos um palco com motivos do samba:

“Palco Musicas de Samba – Palco Principal”

“Palco Mestre Sala e Porta Bandeira”

“Palco Bateria Furiosa- Percussão”

“Palco Samba no Pé”

Todo percurso estará enfeitado com as esculturas do desfile de 2018.


A BATERIA NOTA 10 – BATERIA DO SALGUEIRO

Furiosa. Nome de uma orquestra de percussão que pulsa em vermelho e branco. É o ritmo salgueirense que chega para abalar no sagrado terreiro do carnaval. E quando vem… não há quem consiga ficar parado.

Quando se ouve a nossa bateria, surge em forma de ritmo, um patrimônio cultural de valor único, forjada na batida do Alujá, o toque sagrado de Xangô, orixá padroeiro do Salgueiro. Um ritmo firme, cadenciado, cheio de ginga. O corpo responde, em louvação.

É a Furiosa de Mestre Marcão, discípulo de outros grandes mestres, como o inesquecível Lourival Serra, nosso Mestre Louro. É a batida de um coração que explode cada vez que ela se posiciona na avenida e abre os caminhos para o nosso cortejo africano que desfila todos os anos.

Consagrada com sete Estandartes de Ouro e várias outras premiações, nossa bateria enche de orgulho os salgueirenses que sentem o corpo arrepiar toda vez que o repique chama e toda escola responde.

Uma apoteose feita de som e de fúria.


MESTRE SALA E PORTA BANDEIRA

O mestre-sala e a porta-bandeira, no samba, são um casal que executa um determinado bailado especial e deve apresentar com graciosidade o pavilhão da escola. Suas fantasias assemelham-se a trajes de gala típicos do século XVIII, porém “carnavalizados”, ou seja, com uma quantidade exagerada de cores e enfeites.

Mestre-sala e Porta-Bandeira são um casal de dançarinos que exercem a função de conduzir e apresentar a bandeira de uma escola de samba durante o seu desfile no carnaval.

 

SAMBA NO PÉ

 No percurso estará presente uma oficina com a comunidade fazendo apresentação de samba no pé.

“Samba no Pé” é uma arte de dançar que se confunde com a própria historia do samba. Samba no Pé significa liberdade e descontração, é dançar para si próprio e para os outros que estão à sua volta, causando euforia, sensação de bem-estar e como exercício aeróbico, trabalha todas as parte do corpo e ajuda a eliminar aquelas gordurinhas indesejadas.

Ser passista é um conjunto gestual. Não basta apenas ter samba no pé, é preciso ter graça e sensualidade, o papel da passista num desfile é seduzir o espectador sambando com roupas minúsculas e exibindo suas belas formas, como as antigas cabrochas. Cabe ao passista o papel de malandro, boêmio, o bamba.

 Comece a sambar já! Entre no mundo da dança e da corrida se encante…

 


ALEGORIAS – ESCULTURAS DISTRIBUIDAS NO PERCURSO

As Alegorias são criadas de acordo com a necessidade do enredo, com objetivo de ilustrá-lo, dando beleza e originalidade ao desfile, assim, são divididas em partes como: os adereços de mão, os acessórios que os componentes carregam presos aos braços ou não e, que ajudam à evolução da escola e o complemento da fantasia, porém não é obrigatório o uso da mesma.

No percurso da corrida estarão expostas algumas esculturas do desfile de 2018, posicionadas em locais aleatórios.